Magnetismo: Jacob de Melo no Algarve

PA070008

Magnetismo: Jacob de Melo no Algarve

 

Jacob de Melo, orador e escritor espírita brasileiro, esteve no Algarve, onde apresentou três palestras e ministrou o curso «Cura da Depressão pelo Magnetismo». Estiveram presentes perto de uma centena de inscritos.

 

É já uma presença assídua no nosso país que tem visitado no âmbito da partilha dos seus conhecimentos sobre magnetismo. Jacob Luiz de Melo, engenheiro civil e pós-graduado em psicanálise, vive em Natal onde preside o Lar Espírita Alvorada Nova (LEAN). Dedicou muitos anos ao estudo do magnetismo e da visão espírita sobre o assunto, tendo publicado em 1992 o seu primeiro livro, O passe – seu estudo, suas técnicas, sua prática, que conta com mais de 100 000 exemplares vendidos. Atualmente tem mais títulos publicados, a maioria dedicada ao estudo do magnetismo animal e do passe, mas também romances, crónicas e breves reflexões à luz do Espiritismo. Em Portugal, os seus livros têm a chancela da editora A Luz da Razão, sediada no Porto.

O curso «Cura da Depressão pelo Magnetismo» foi ministrado no sotavento, entre 7 e 9 de outubro, e, depois, no barlavento, no fim-de-semana seguinte. Estiveram presentes, em Faro, cerca de 60 pessoas e, em Portimão, pouco mais de 40.

Jacob de Melo dedicou o primeiro dia do curso à apresentação da visão espírita do magnetismo, apoiando-se na codificação e noutros textos doutrinários, assinados por Kardec. Referiu, ainda, espíritas contemporâneos de Kardec, como Camille Flammarion, assim como estudos posteriores. No segundo dia, apresentou a sua prática e os resultados obtidos ao longo de vários anos, relatou experiências que efetuou com água fluidificada e não fluidificada e exemplificou com casos experienciados na casa espírita, em hospitais e noutros locais. O terceiro dia foi dedicado à prática, com o ensino de técnicas de passe que vão para além da imposição das mãos.

 Reconhecendo a polémica destas técnicas no seio do Movimento Espírita, fundamenta-as com as metodologias do próprio Jesus de Nazaré e com algumas passagens da Codificação e justifica o recurso à maca como mera estratégia de conferir algum conforto ao passista que pretenda aceder aos pontos de energia situados nos membros inferiores e que, muito embora sejam secundários, não deverão ser descurados em certas situações. Jacob de Melo foi peremptório ao afirmar que o passe e a manipulação das energias em prol da saúde devem ser vistos como uma ferramenta de auxílio e não como prática substituta do trabalho médico. Perante os resultados obtidos, muitos médicos acabam por se inscrever nos cursos ministrados por Jacob de Melo e com ele colaboram. Assim, no reconhecimento de corpo físico e corpo perispiritual, ciência e espiritualidade caminham lado a lado na conceção do Homem como ser integral.

O orador, que se distinguiu pela simplicidade e sentido de humor, proferiu palestras na Associação Cultural Espírita Helil, em Faro, na Associação Espírita de Lagos e no Centro Espírita Boa Vontade, em Portimão, refletindo em torno da atualidade das palavras de Jesus.

Sobre o Movimento Espírita e o Espiritismo nos dias de hoje, Jacob enfatiza a distinção entre o movimento e a doutrina, apelando para o resgate de Kardec nos estudos espíritas que, na sua opinião, se têm dispersado pelo encanto da mediunidade e se têm esquecido das bases: Kardec na sua totalidade e os evangelhos. Lamenta que o aspeto moral tenha vindo a ser substituído por uma dinâmica religiosa e convida ao regresso dos aspetos filosófico e científico da doutrina. Congratula-se, porém, pela nítida melhoria da cultura espírita que observa em Portugal, concretizada pela atenção, leitura, interesse, tipo de perguntas e dinâmicas dos últimos anos.

Organizaram os eventos o Núcleo Familiar Espírita Mentor Amigo (NFEMA), de Pechão, e o Centro Espírita Boa Vontade (CEBV), de Portimão, que anunciam o regresso de Jacob de Melo em fevereiro